Dicas e Cuidados
Postado em: 29/03/2013 às 12h59
TAMANHO DA FONTE  A- A+

A importância do Pedigree e das Exposições de Cães


 

A importância do Pedigree e das Exposições de Cães

Uma exposição canina é instituída para qualificar, classificar e selecionar exemplares que tenham potencial para aprimorar a criação de cães.”
Muita gente se pergunta para que, participar de exposições caninas. Isso é só frescura! E o pior é que esse conceito se estende ao pedigree. A grande maioria das pessoas ainda acha que o pedigree serve apenas para encarecer o filhote.
Então porque as pessoas procuram os “legítimos”? Porque escolhem uma determinada raça? Se o pedigree não é importante, porque não comprar um vira-latas?

Bem! Vamos definir, primeiro, o que é raça pura.

Um cão de raça pura é o produto do acasalamento entre dois cães de mesma raça reconhecida pela FCI (Fédération Cynologique Internationale). O órgão representante da FCI, no Brasil é a CBKC (Confederação Brasileira de Cinofilia).

Agora vamos definir mestiço.

Um cão mestiço é o produto do acasalamento entre dois cães de raças diferentes. Daí por diante, qualquer acasalamento de um cão de raça pura com um mestiço é, automaticamente, um mestiço.

Em seguida, vamos definir o que é vira-latas.

Um Vira-latas é o produto do acasalamento entre dois mestiços cujo resultado torna impossível definir qual ou quais as raças que o originaram… Alguns autores, ainda, definem o mestiço cujas raças de origem são impossíveis de definir como SRD (Sem Raça Definida).

O pedigree nada mais é do que um Certificado de Registro de Origem. Quando nos perguntam qual seria o valor de um de nossos filhotes sem o pedigree, respondemos que não existe nenhuma diferença. Nossos animais somente são vendidos com pedigree e ponto final! O custo do pedigree é ínfimo, até mesmo inferior ao custo de uma vacina. Não entendemos porque certos “criadores” fazem distinção de valor entre filhotes COM ou SEM pedigree. Isso não existe!

Podemos até traçar um comparativo interessante: suponha que uma pessoa tenha interesse em adquirir um carro. Logicamente, essa pessoa não irá procurar carros à venda em um beco escuro, e tampouco irá adquirir um veículo sem placas e documentação. Com os cães não poderia ser diferente! Se ao adquirir um veículo, procuramos um vendedor idôneo e exigimos sua documentação, ao adquirir um cão, de qualquer raça e para qualquer finalidade, deveríamos procurar criadores sérios, e exigir pedigree, identificação eletrônica (microchip) e comprovantes de vacinação.

Tem o mesmo papel de um Certificado de Garantia de um produto. Ele vai garantir a procedência do exemplar que está sendo adquirido. É um documento que, se lido convenientemente, vai revelar ao comprador se o vendedor é um criador sério, se ele “apenas” possui uma fêmea que cruzou com um macho qualquer, ou se ele escolhe suas matrizes (fêmeas reprodutoras) e procura um bom padreador (macho reprodutor) para consumar o acasalamento, afim de obter uma ninhada com possibilidades.

É aí que entram as Exposições Caninas de Estrutura e Beleza.

Uma exposição canina é instituída para qualificar, classificar e selecionar exemplares que tenham potencial para aprimorar a criação de cães. É claro que os proprietários de cães vencedores festejam efusivamente as vitórias, mas somente um vence.

A qualificação será sempre mais importante do que a classificação. A classificação é feita por comparação entre os cães presentes. A qualificação independe do número de exemplares inscritos ou presentes. O árbitro qualifica cada exemplar de acordo com suas virtudes e suas faltas. Já nos aconteceu numa exposição, que, numa raça, o exemplar classificado como Melhor da Raça recebeu uma qualificação apenas Suficiente e, noutra raça, outro cão classificou-se em Terceiro lugar com uma qualificação Excelente.

O critério de avaliação deve obedecer aos objetivos da criação, portanto, o árbitro está em contato constante com os criadores para tomar ciência dos problemas que cada raça apresenta. Quando um árbitro observa a incidência freqüente de determinado defeito, creditado como hereditário, atribui um valor maior aos exemplares isentos dele.

Assim, uma Exposição Canina, ao invés de ser considerada uma “frescura”, é uma oportunidade para você escolher a raça, a pelagem, o porte, e o temperamento do cão que irá conviver com você, na mesma casa, pelos próximos 10 a 12 anos.



 
LINK - ESPALHE POR AÍ!

 

Voltar ao Topo

   
Fone: (31) 9984-2722
Email: contato@bulldeauxs.com.br
Copyright © 2013 BULLDEAUXS. Todos os direitos reservados.
  Criação
Element Web